Novo Basquete Brasil 2014/2015 – Rodada 8 (partida remarcada)

Numa partida decidida nos últimos ataques, o Mogi das Cruzes/Helbor superou o UniCEUB/BRB/Brasília, fora de casa, por 88 a 86 e fechou sua participação no primeiro turno do NBB 7 com a quinta melhor campanha, ao lado de São José/Unimed e Franca Basquete, com nove vitórias em 15 jogos (60% de aproveitamento).

A partida, válida pela oitava rodada do NBB e que foi adiada devido à participação dos mogianos na Liga Sul-Americana, parecia que teria um final diferente. O Brasília chegou a colocar 13 pontos de diferença no terceiro quarto e carregou a liderança até o último minuto do jogo. Sem se desesperar com a desvantagem, os mogianos conseguiram a virada com 11 segundos restantes, após uma cesta de Shamell e assim fecharam a partida com o triunfo.

O cestinha do time paulista foi o armador Elinho, que anotou 18 pontos. Além dele, o ala Shamell também se destacou com 15 pontos, sendo que nove foram marcados no último e decisivo período.

NBB 2014/2015
Alírio, do Brasília, e Gerson, do Mogi. Foto: Brito Júnior/ Divulgação

Esse time de Brasília é muito bom e uma vitória aqui é muito especial para a gente. Nosso time jogou unido e não deixou de acreditar que dava para vencer”, comemorou o pivô do Mogi, Tyrone Curnell, que colaborou com 11 pontos e seis rebotes no jogo.

Com a derrota, o Brasília continua nas últimas posições de classificação para os playoffs do NBB com a mesma campanha do Macaé, cinco vitórias em 15 jogos (33,3%).

Perdemos um pouco a concentração nos momentos finais, principalmente na defesa. Tivemos bons momentos no jogo e acabamos pecando no final. Temos que levantar a cabeça, continuar treinando para nos recuperarmos no campeonato”, comentou Ronald, autor de 18 pontos e um aproveitamento de 100% nos lances livres (12 arremessos certos em 12 tentados).

O cestinha do time de Brasília e do jogo foi o pivô Lucas Cipolini, com 22 pontos.

O jogo

O Mogi das Cruzes começou a partida num ritmo mais acelerado e logo nos primeiros lances abriu 7 a 0 no placar, após uma enterrada do norte-americano Tyrone Curnell. O Brasília não se abalou com o início do adversário e, aos poucos, entrou no jogo.

Explorando bem o pivô Lucas Cipolini, autor de oito pontos no período, os donos da casa equilibraram o confronto no primeiro quarto. Tyrone também se destacou pelo lado do time de Mogi e, com nove pontos, ajudou sua equipe a fechar a etapa inicial na liderança por 21 a 20.

O jogo se manteve equilibrado durante muito tempo no segundo quarto. No entanto, o Brasília conseguiu se desvencilhar do adversário apostando bastante no trabalho coletivo no setor ofensivo. Após dois lances livres do ala/pivô Ronald, o time mandante colocou oito pontos no placar, a maior vantagem até então (38 a 30). E na frente, fecharam a primeira parte do confronto, 44 a 38.

Motivados com o bom momento no jogo, o Brasília foi para cima do adversário na volta do intervalo. Com cinco pontos seguidos do armador Bruno Felipe, os brasilienses conseguiram abrir 12 pontos de vantagem no marcador (62 a 50).

O time da casa até colocou 13 pontos de frente ainda no terceiro quarto, mas o Mogi das Cruzes se recuperou nos momentos finais e, com uma bandeja de Elinho no estouro do cronômetro, os paulistas diminuíram a diferença para nove (70 a 61).

As bolas de fora, que começaram a cair no final do terceiro quarto, fizeram a diferença na etapa seguinte. Os mogianos embalaram uma boa sequência, que terminou com um triplo do ala Jimmy, na zona morta, e que deixou a diferença em apenas três pontos (80 a 77).

A pressão do time paulista permaneceu por todo o período, mas o Brasília segurou essa vantagem até os lances finais. Faltando menos de um minuto, Fúlvio tomou um toco de Tyrone e no contra-ataque, Shamell marcou uma bandeja e deixou o jogo com uma diferença de apenas um ponto (86 a 85). No ataque seguinte, o ala Arthur errou um arremesso da cabeça do garrafão e o Mogi teve a chance de virar a partida.

Com a posse de bola e 11 segundos no relógio, Shamell sofreu falta, foi para os lances livres e converteu os dois arremessos (87 a 86). O Brasília teve a chance de recuperar a liderança, mas desperdiçou a posse de bola e não conseguiu mais se recuperar.

Próxima Rodada:

21/01/2015 (quarta-feira) às 20h00
Uberlândia x Mogi das Cruzes (16ª Rodada)
Ginásio Homero Santos – Uberlândia/MG

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios