Novo Basquete Brasil 2014/2015 – Rodada 3 (partida remarcada)

Neste domingo (07/12/2014), o Mogi das Cruzes/Helbor conquistou uma vitória com sotaque norte-americano. Com atuações inspiradas e decisivas de sua dupla de norte-americanos Shamell e Tyrone, que juntos anotaram 60% dos pontos do time, a equipe mogiana bateu o Palmeiras/Meltex, por 85 a 84, em duelo adiado da terceira rodada, e chegou ao grupo dos quatro primeiros colocados do NBB 7.

Cestinha da última e também da atual edição do maior campeonato do país, o ala Shamell viveu mais uma grande noite no NBB 7 e registrou expressivos 27 pontos, sendo 17 deles no primeiro tempo, e confirmou sua liderança no ranking de anotadores da temporada 2014/2015 da competição, agora com média de 24,8 pontos por jogo.

Shamell, do Mogi, e Toyloy, do Palmeiras. Foto: Cleomar Macedo/ Helbor
Shamell, do Mogi, e Toyloy, do Palmeiras. Foto: Cleomar Macedo/ Helbor

Já seu compatriota Tyrone Curnell, que defendeu o Palmeiras nas duas últimas temporadas e enfrentou sua ex-equipe pela primeira vez no NBB, foi responsável por 24 pontos, 12 deles no primeiro quarto, além de quatro rebotes e cinco roubos de bola, e cravou sua maior marca de pontos na atual temporada do campeonato nacional.

Com o resultado positivo, os comandados do técnico espanhol Paco García chegaram a sua quarta vitória em seis partidas (66,7% de aproveitamento), campanha idêntica a do atual campeão sul-americano Paschoalotto/Bauru e do atual bicampeão do NBB, Flamengo, que também estão empatados na terceira posição e dividem lugar no grupo dos quatro primeiros que se classificam direto as quartas de final.

Após vencer seu primeiro jogo depois do histórico vice-campeonato da Liga Sul-Americana 2014, o Mogi das Cruzes terá duelo crucial pela posição no G-4 diante Flamengo, que está empatado com os mogianos na terceira posição do NBB 7. O confronto, que promete ser de arrepiar, será nesta quarta-feira (10/12), no Ginásio Municipal “Professor Hugo Ramos”, às 21h30, com transmissão ao vivo do SporTV.

O jogo

Os primeiros momentos do confronto até foram equilibrados e o placar ficou indefinido durante os três minutos iniciais (5 a 5), quando o Mogi começou a sufocar o Palmeiras e se distanciar sem parar. Sob o comando dos norte-americanos Shamell e Tyrone, ex-Palmeiras, autores de 12 e dez pontos, respectivamente, o time da casa emplacou uma incrível sequência de 18 a 2 e abriu 16 tentos de frente (23 a 7).

Com pouco menos de três minutos para o fim da primeira etapa, os comandados de Régis Marrelli se recuperaram do baque inicial, passaram a atacar com mais lucidez e imprimiram uma sequência de 10 a 6 nos momentos finais do período inicial, que terminou com placar de 29 a 17 para o Mogi.

Depois de igualar a partida dentro de quadra, o Palmeiras seguiu tentando mudar sua situação no confronto. Apesar do jogo truncado e amarrado, o clube de Palestra Itália contou com boa participação do ala/armador argentino Gianella, autor de seis pontos e duas assistências, e cortou a diferença para sete pontos, restando pouco menos de dois minutos para o fim da segunda parcial (42 a 35).

No entanto, a reação palmeirense foi brecada pela sequência positiva imposta pelo time do técnico Paco García, que converteu em cesta seus três ataques seguintes em menos de um minuto e colocaram a diferença em 13 pontos novamente (48 a 35), diferença esta que, com bola de 3 pontos do argentino Maxi Stanic e bandeja de Diego, tornou a cair para oito tentos ao final da primeira metade do duelo: 48 a 40.

Logo no começo do terceiro quarto, a vantagem do Mogi saltou de oito para 12 pontos após cestas de 2 pontos de Elinho e Shamell (52 a 40). Mas quem pensou que os donos da casa conseguiriam administrar a diferença e ficar tranquilo em quadra se enganou redondamente. Fulminante na defesa e aproveitando bem as falhas defensivas do adversário, o Palmeiras colocou fogo no jogo, reduziu a diferença para apenas um ponto e foi para a etapa final atrás por 65 a 64.

Após toda a pressão sofrida nos minutos finais da parcial anterior, o Mogi rapidamente voltou a ter boa diferença a seu favor depois de abrir o último quarto com uma sequência de 9 a 0 (74 a 64). Mas, novamente, quando os donos da casa acharam que estariam tranquilos para confirmar seu triunfo, o Palmeiras reagiu de maneira impressionante nos minutos finais e tornou a colocar fogo no jogo.

Com três bolas de 3 pontos seguidas do ala Jhonatan, o time alviverde baixou a diferença para um ponto no minuto final (85 a 84) e teve oportunidades de virar o jogo e virar o placar, porém, falhou na hora da execução das jogadas e o marcador permaneceu imóvel até o apagar das luzes: vitória mogiana, por 85 a 84.

Próxima Rodada:

10/12/2014 (quarta-feira) às 21h30
Mogi das Cruzes x Flamengo (Transmissão ao vivo no SporTV)
Ginásio Municipal de Esportes “Professor Hugo Ramos”

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Anúncios