EDP dá dicas para utilização eficiente da energia elétrica durante o horário de verão

Hoje (19/10/2014), os moradores dos estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país deverão adiantar o relógio em uma hora. O horário de verão, que vai até 22 de fevereiro de 2015, tem como objetivo principal a redução da demanda por energia no período de maior consumo, conhecido como horário de pico ou de ponta, que vai das 18h00 às 21h00. Para potencializar a ação, a EDP, distribuidora de energia elétrica em São Paulo, apresenta algumas dicas para a utilização eficiente da energia elétrica.

Com a medida, espera-se redução de 4,5% da demanda durante horário de pico nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Foto: Itaipu Binacional
Com a medida, espera-se redução de 4,5% da demanda durante horário de pico nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Foto: Itaipu Binacional

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com a medida, a demanda por energia no horário de pico no Sudeste e Centro-Oeste deve diminuir 4,5%. Isso significa que as usinas deixarão de gerar, no momento de maior carga, 1.970 MW, o que corresponde a quase duas vezes a carga no horário de pico de Brasília (2,6 milhões de habitantes).

Confira algumas ações que podem contribuir no combate ao desperdício da energia elétrica

Iluminação:

– Durante o horário de verão o dia tem mais tempo de iluminação solar, por isso, abra as cortinas e utilize menos as lâmpadas.

– Quando a iluminação natural não for suficiente, utilize lâmpadas fluorescentes. A incandescente tem custo menor, mas a fluorescente compacta é quatro vezes mais eficiente e dura de oito a dez vezes mais.

– Utilize somente lâmpadas de voltagem compatível com a rede local da concessionária.

– Dê preferência a cores claras na hora de pintar a parte interna da residência. As cores escuras exigem lâmpadas mais potentes.

– Mantenha a rede elétrica interna da residência em bom estado e equilibrada.

Chuveiro:

– Sempre que possível, use o chuveiro na posição “Verão” – a economia pode chegar a 30%.

– Limite seu tempo de banho. O ideal é de cinco a oito minutos.

– Não tente aproveitar uma resistência queimada, pois isso acarretará aumento no consumo de energia elétrica.

Refrigerador ou freezer:

– O aparelho deve ser protegido dos raios solares e mantido o mais afastado possível do calor do fogão.

– Os alimentos, quando quentes, não devem ser guardados no refrigerador ou no freezer.

– A borracha de vedação da porta deve estar sempre em bom estado, evitando a fuga de ar frio.

– Regule o termostato adequadamente às estações frias e quentes do ano. Consulte o manual do fabricante.

– Não utilize a parte traseira do refrigerador para secar panos e roupas. Mantenha-o distante da parede, conforme instruções do manual (em média, 20 centímetros).

– Caso o equipamento tenha mais de dez anos, comece a pensar na possibilidade de substituí-lo, e na hora da compra verifique a existência do selo Procel, que garante economia e eficiência energética.

Ar-condicionado:

– Utilize o equipamento somente em ambientes fechados. Janelas e portas devem estar bem vedadas.

– Na hora da compra, avalie a potência do equipamento de acordo com o tamanho do ambiente que será refrigerado.

Anúncios