Contrato de locação do prédio da Vivo será assinado quarta-feira (06/08/2014)

Nesta quarta-feira (06/08/2014) acontecerá a solenidade de assinatura do contrato de locação do prédio da Vivo. O documento dará à Prefeitura de Mogi das Cruzes autorização imediata para iniciar a ocupação do imóvel, situado em área nobre da região central. A proposta é que o espaço seja transformado em um equipamento multicultural, dentro de um planejamento que será feito em parceria direta com a classe artística da cidade.

As negociações para a ocupação do prédio, que já se estendem há quase três anos, culminaram num acordo, que vai garantir à Prefeitura um desconto posterior no valor de compra do imóvel. Em resumo, tudo o que for pago pelo município de aluguel neste primeiro momento será abatido futuramente para a aquisição do imóvel, o que ainda é o objetivo da Administração Municipal e depende diretamente da anuência a ser emitida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Após a assinatura do contrato, o primeiro passo da Prefeitura será o planejamento e execução de adequações e melhorias estruturais no prédio, que durante muitos anos ficou com boa parte de seu espaço ocioso. A Prefeitura também vai convocar a classe artística e membros do Conselho Municipal de Cultura (Comuc), para um diálogo aberto sobre as formas como o prédio pode ser utilizado. A ideia é que todo o processo seja debatido de forma democrática, num consenso entre todas as partes envolvidas.

prédio da Vivo
A proposta é que o espaço seja transformado em um equipamento multicultural. Foto: PMMC

Paralelamente, a Secretaria Municipal de Cultura já articula a realização de uma exposição no local, composta por obras de artistas de Mogi das Cruzes e região. Foi feito um convite público a todos os artistas locais, para que eles inscrevessem suas obras e pudessem, assim, participar dessa exposição. A seleção das obras foi feita por uma comissão, formada por artistas de reconhecida atual no segmento cultural local. A mostra deve ter em média 40 obras.

O objetivo da Prefeitura é que o imóvel possa ser utilizado até o final deste ano. O prédio, que tem mais de mil metros quadrados de área, estará diretamente integrado ao trabalho de renovação urbana da região central do município, em função principalmente dos serviços de alargamento das calçadas para melhoria da mobilidade dos pedestres na Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros e na Rua Professor Flaviano de Melo.

A assinatura do contrato de locação coloca um ponto final à negociação, iniciada pela Prefeitura de Mogi das Cruzes em dezembro de 2011, quando a Administração Municipal enviou o primeiro ofício à Vivo, manifestando o interesse em utilizar o prédio. A princípio a empresa ofereceu outros dois imóveis de sua propriedade como alternativas, em detrimento do primeiro, porém a Administração reiterou o interesse no prédio da área central.

O prefeito Marco Bertaiolli chegou a ir à Brasília, onde se reuniu com o senador Aloysio Nunes, para tratar do assunto. Logo na sequencia a Vivo passou a enviar representantes à cidade, para negociações e vistorias ao prédio e, com o tempo, passou a estar de acordo com o projeto da Prefeitura.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios