Diretoria do Mogi/Helbor oficializa os valores de ingressos para os jogos da temporada 2014/15

Na tarde desta sexta-feira (25/07/2014), em entrevista coletiva, a direção do Mogi das Cruzes/Helbor oficializou os valores dos ingressos para acompanhar os jogos mogianos na temporada 2014/15. O valor unitário foi definido em R$ 10, com meia-entrada de R$ 5 para idosos, deficientes, estudantes e professores, além da gratuidade para crianças menores de 12 anos.

nbb2013-2014-oitavas-jogo3
Diretor do Mogi/Helbor não acredita que a cobrança irá afastar os torcedores. Foto: Allan Conti

Desde as fases finais do NBB, os jogos do Mogi das Cruzes/Helbor que foram gratuitos por mais de três anos, passaram a ser cobrados para que houvesse um melhor controle de acesso e segurança para os torcedores.

Com o crescimento do projeto, que em três anos chegou ao quarto lugar entre as melhores equipes do Brasil, o investimento aumentou e a cobrança de ingresso vem para ser mais uma fonte de renda para que o espetáculo continue crescendo.

Modalidades:

Individual: o ingresso individual é comum, será vendido nas bilheterias comuns, e o valor ficou estipulado em R$ 10 (inteiro) e R$ 5 para quem tem desconto de meia-entrada (estudantes, professores, deficientes e idosos). As crianças menores de 12 anos não pagam ingresso, mas precisa ser retirada a entrada na bilheteria.

Sócio torcedor: o programa de sócio torcedor é destinado aos que gostam de acompanhar todos os jogos do Mogi das Cruzes/Helbor e também as famílias. Ainda estão sendo definidos os detalhes, mas é certo que os mensalistas do Sócio Torcedor terão 50% de desconto no valor do ingresso e as famílias terão condições especiais, para que as arquibancadas continuem cheias. Ainda não há um prazo para a implantação desse programa.

O diretor do Mogi das Cruzes/Helbor, Ewerton Komatsubara, foi quem oficializou o valor do ingresso. “Ouvindo todas as partes, adequando essa nossa necessidade e as necessidades dos nossos torcedores, chegamos a esse valor, que para nós é o ideal. Estamos evoluindo, é difícil e caro manter uma equipe de alto rendimento, nossa estrutura é uma das melhores do país e chegamos nesse ponto que a cobrança se faz necessária, para segurança dos torcedores e para manutenção do projeto”.

Com uma das maiores médias de publico das últimas edições do NBB, mais de dois mil torcedores por partida, o diretor mostrou confiança na torcida mogiana. “Não acho que a cobrança irá tirar nosso publico. Temos um torcedor apaixonado, na minha visão nossa torcida é incomparável e tenho certeza que com esses valores, a equipe que temos agora e as boas condições de pagamento vão manter nossa casa cheia”.

O primeiro jogo do Mogi das Cruzes/Helbor será no dia 9 de agosto, sábado, contra o Bauru. Para esse jogo já serão cobrados ingressos dentro dos valores divulgados.

Fonte: Mogi das Cruzes Basquete

Anúncios