AACD realiza mais de 2 mil procedimentos em dois meses de atividades

O Centro de Reabilitação da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) de Mogi das Cruzes comemora dois meses de existência nesta quinta-feira (02/02/2012), com 2.350 procedimentos realizados e 92 pacientes já cadastrados. Na segunda quinzena de fevereiro, uma nova triagem será realizada pelos médicos da unidade central para que novos alunos possam ser incluídos.

Nesta quarta-feira (01/02), o prefeito Marco Bertaiolli visitou a unidade ao lado do superintendente institucional da AACD, Luiz Oberdan Liporoni. “Estou muito satisfeito com o que vi hoje: uma equipe que cuida dos pacientes de forma profissional e com um enorme carinho”, afirmou o prefeito, lembrando que existem 73 pacientes inscritos para a triagem médica que será realizada entre os dias 23 e 27 de fevereiro.

Na visita, o superintendente da AACD anunciou que, no próximo mês, a unidade iniciará o atendimento da oficina de órteses e próteses na unidade mogiana, que já conta com salas de gesso e molde. “Esta oficina contará com dois técnicos que irão operar um scanner para levantamento da parte do corpo que necessita da prótese. Esta imagem será enviada para São Paulo para elaboração da peça e posterior devolução à unidade de Mogi das Cruzes para os ajustes necessários”, informou. O novo serviço poderá atender até 15 pacientes por dia na elaboração de goteiras, órteses e próteses.

TRIAGEM

A avaliação dos médicos especialistas é fundamental para o ingresso do paciente na unidade. Os profissionais são responsáveis por indicar que tipo de tratamento deverá ser desenvolvido pelo paciente. A triagem marcada para a segunda quinzena de fevereiro será realizada por profissionais da AACD da Capital, já que a unidade mogiana ainda não conseguiu completar a equipe formada por ortopedista, urologista, neurocirurgião, neuropediatra e fisiatra. “O importante é que a dificuldade destas contratações não está impedindo a admissão de novos pacientes e nem a realização dos tratamentos”, garantiu Oberdan.

Muitos pacientes em tratamento na unidade mogiana foram encaminhados pela AACD da Capital, onde já realizavam tratamento. É o caso do paciente Anderson Datovo da Silva, de 33 anos, vítima de acidente de carro, que realizava suas terapias em São Paulo.“Quando soubemos da inauguração da AACD ficamos muito felizes. A equipe da Capital nos deu a opção para Mogi das Cruzes e aceitamos prontamente devido à facilidade de acesso. Aqui, meu filho também está fazendo outros tratamentos pelos quais aguardava vaga em São Paulo. Estamos muito satisfeitos”, afirmou o pai Benedito Tadeu Dias da Silva, que reside com a família em Ferraz de Vasconcelos. A unidade mogiana da AACD presta atendimento regional.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios