Mogi das Cruzes receberá condomínio que formará o maior pólo industrial da cidade

O prefeito Marco Bertaiolli entregou, na tarde desta terça-feira, 17/01/2012, o alvará de construção de um grande empreendimento que se transformará no maior pólo industrial de Mogi das Cruzes. Trata-se de um novo condomínio industrial, que será erguido em uma área de 500 mil metros quadrados do bairro Chácara Guanabara, muito próxima ao distrito do Taboão, à divisa com Guararema e às margens da Rodovia Presidente Dutra. A área em questão é de propriedade da Walled Incorporada, da família Gozzi, que é a responsável por todo o investimento, e terá capacidade para abrigar até 20 indústrias de grande porte.

Há mais de três anos, a Prefeitura de Mogi e os empresários donos da área vêm trabalhando juntos para desburocratizar e viabilizar o terreno para a obra, já que havia no local uma série de empecilhos administrativos, fiscais e até ambientais. Um deles era o fato de o local ter dupla tributação, tanto de Mogi das Cruzes como de Guararema, por estar localizado na divisa entre um e outro município. Graças ao trabalho de Secretarias Municipais diversas, os entraves foram vencidos e as obras do condomínio terão início quase imediato. A previsão é que no máximo em fevereiro os blocos comecem a ser erguidos.

O projeto, conforme apresentou o responsável pela incorporadora, José Gozzi, contempla a instalação de quatro blocos, com dimensões diferenciadas e que poderão ser destinadas para atividades logísticas e indústrias. O condomínio como um todo terá 1.710 vagas para estacionamento de carretas, caminhões e veículos urbanos e uma portaria com identificação eletrônica por GPS. A área de construção em si será de 273 mil metros quadrados, portanto sobrarão 111 mil metros quadrados de área permeável e 64 mil metros quadrados de área jardinada.

Veja aqui a apresentação do projeto

O bloco 1 terá 2.500 metros quadrados de área e poderá ser destinado a uma indústria só, ou pode ser modulado para abrigar mais de uma companhia. O bloco 2 terá entre 95 e 97 mil metros quadrados, e terá o mesmo tipo de flexibilidade quanto á utilização. Já o 3 e o 4 serão um pouco menores.

Gozzi garantiu que, somente com as empresas já cadastradas e que podem, logo, se instalar no novo condomínio, já se projeta a criação de 10 a 15 mil empregos. “Isso sem a instalação de indústrias. Há empresas nacionais e multinacionais que já demonstraram interesse em instalar suas atividades nos nossos condomínios. Algumas são empresas que já existem em Mogi e querem passar por uma ampliação e outras são empresas de fora, que se interessaram por um dos muitos atrativos do local, como, por exemplo, o fato de que o condomínio estará a 20 km do Rodoanel”.

O empresário afirmou que, com o alvará em mãos, o início das obras será praticamente imediato, e agradeceu à Prefeitura pela ajuda em todo o processo. “Quero agradecer à forma como a municipalidade conduziu o processo de aprovação. Foi um trabalho claro, limpo, ágil e que certamente trará desenvolvimento a todo o município”, concluiu.

O prefeito, Marco Bertaiolli, convidou diversos empresários e lideranças do setor para participarem da solenidade, e frisou que é importantes todos ficarem cientes do megaempreendimento que Mogi das Cruzes receberá, até por se tratar de uma excelente oportunidade de negócios. Ele lembrou ainda do árduo trabalho que foi desburocratizar e liberar o terreno para a obra, e destacou todos os benefícios que um condomínio assim trará à cidade.

Oportunidades como essa movimentam a economia. Há três anos estamos tendo conquistas na área industrial e na economia da cidade, e para os próximos anos as perspectivas são ainda melhores. Estamos hoje autorizando a construção de um condomínio logístico, que poderá comportar até 20 empresas e indústrias. É um local que já vem com saneamento, tratamento de efluentes, heliponto, acesso pela Rodovia Presidente Dutra”.

Bertaiolli acrescentou que a novidade é importante principalmente para os moradores da Chácara Guanabara, que agora terão milhares de oportunidades de emprego perto de casa e também terão uma infraestrutura de vida muito melhor.

Mogi avançou no fundo de participação do ICMS. Somos o 20º município que mais contribuiu com o ICMS e a 18ª economia paulista. No país, somos a 59ª economia. Novidades assim nos motivam a continuar investindo e continuar trabalhando para simplificar a vida daqueles que querem trabalhar e gerar emprego em Mogi de forma livre e desimpedida. Esse é o nosso papel e a nossa missão”, acrescentou.

O novo condomínio industrial requereu investimento de cerca de R$ 600 milhões, arcados pela empresa proprietária. Ele fica no quilômetro 183 da Rodovia Presidente Dutra, no número 5.200, e também terá entrada pelo número 777 da Rua Mônaco. A área, exatamente na ponta norte do município, era um local que a Prefeitura vinha tentando desenvolver há muitos anos.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios