Guarda Municipal utilizará bicicletas elétricas

A Prefeitura de Mogi das Cruzes recebeu, na manhã desta terça-feira (21/09/2010), a doação de 15 bicicletas elétricas da empresa EDP Bandeirante. A solenidade foi realizada no gabinete e contou com a presença do prefeito Marco Bertaiolli e do vice-presidente de distribuição da empresa no Brasil, Miguel Setas. Os equipamentos serão utilizados pela Guarda Municipal, principalmente no patrulhamento dos parques municipais e da região central da cidade.

As bicicletas são impulsionadas por motores elétricos alimentados por baterias acopladas ao compartimento traseiro e são recarregáveis a cada 30 km percorridos. A bicicleta elétrica pode atingir 25 quilômetros por hora e tem um baixo consumo de energia, próximo de 0,8 kwh. Este consumo equivale ao gasto de uma lâmpada incandescente de 100 watts.

Equipamentos serão utilizados principalmente no patrulhamento dos parques municipais

Além das bicicletas, a empresa também instalou quatro postos de abastecimento para recarregar as baterias dos veículos. Esses equipamentos foram colocados no prédio sede da Prefeitura, nos parques Centenário e Leon Feffer e na Praça Oswaldo Cruz.

A Bandeirante deixou de ter apenas uma relação comercial para ser uma parceira de Mogi das Cruzes, com um respeito grande à questão ambiental e de sustentabilidade. As bicicletas que serão utilizadas pelos nossos guardas municipais no dia-a-dia, reforçando as ações de prevenção e apoio à comunidade. Isso tudo agregado ao fato de que é ecologicamente correto, uma vez que funciona à base de energia elétrica”, afirmou Bertaiolli.

O prefeito lembrou ainda de outras ações que a Administração Municipal está realizando em parceria com a empresa, como o programa Ilumina Mogi, que vem ampliando e modernizando a iluminação pública da cidade, trazendo mais segurança para os mogianos. Até o final do ano, 10.206 luminárias de mercúrio serão substituídas por modelos novos de vapor de sódio, que são mais eficientes e econômicas. O trabalho representa um investimento de R$ 4.523.163,40.

São lâmpadas mais modernas, que iluminam melhor, queimam menos e são mais econômicas. Por ano, a Prefeitura vai economizar entre R$ 800 mil e R$ 1 milhão, que é um valor suficiente, por exemplo, para construirmos uma creche nova“, disse Bertaiolli.

Além disso, a Prefeitura também aplicou R$ 1.675.000,00 na ampliação de 1.547 pontos de iluminação em toda a cidade em locais que não contavam com o serviço até então.

Fonte: Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes

Anúncios