Mogi inicia vacinação cautelar contra a febre amarela em bairros próximos à serra

Mogi das Cruzes não tem casos de febre amarela, em macacos ou humanos, mas a Prefeitura já está promovendo uma vacinação cautelar. Inicialmente, a vacina está destinada para moradores de 29 locais: Chácara Guanabara, Taboão, Monterey Ville, Jardim Piatã, Novo Horizonte, Jardim Margarida, Aruã Ecopark/Lagos, Aruã, Aruã Brisas, Pedreira Embu, Capelinha, Jardim Aracy, Residencial Itapety, Ponte Grande, Vila Industrial, Mogilar, Rodeio, Condomínio Bella Citá, Vila Suíssa, Condomínio Veredas, Botujuru, Sabaúna, Volta Fria, Condomínio Real Park Tietê, Vila Estação, Jardim Juliana, Jardim São Pedro, Vila Nova Aparecida e Conjunto Jéfferson da Silva. Num segundo momento, outros bairros serão atendidos.

Estas e outras informações sobre a imunização cautelar foram detalhadas nesta manhã de sexta-feira, 24/11/2017, durante a apresentação do Plano Municipal de Contingência para Arboviroses Urbanas e Febre Amarela, realizada no auditório da Prefeitura de Mogi das Cruzes. A medida segue orientações da Secretaria de Estado da Saúde, responsável pelo mapeamento das áreas prioritárias para a imunização e também pelo envio das doses necessárias para o município. “O mais importante é ressaltar que essa medida é preventiva. Mogi das Cruzes não possui casos de febre amarela e nem registros de macacos mortos e a vacinação é uma forma de prevenção“, afirmou o prefeito Marcus Melo.

A situação da febre amarela em todo o Brasil foi mostrada pela coordenadora do Núcleo de Prevenção das Arboviroses, Débora Murakami. Foto: Guilherme Berti/PMMC

A fase inicial, que deve durar até o final deste ano, prevê a imunização de 213 mil pessoas que residem ou trabalham na região que compreende a Serra do Itapeti. O município recebeu nesta semana o lote inicial com 75 mil doses da vacina contra febre amarela e novas remessas devem acontecer semanalmente. “Estamos trabalhando de forma planejada para que o público-alvo seja imunizado com tranquilidade”, explicou o secretário municipal de Saúde, Téo Cusatis. Ele falou no evento após as apresentações da coordenadora do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses, Débora Murakami, da chefe de Vigilância Epidemiológica, Lilian Peres Mendes, e do publicitário da Coordenadoria de Comunicação Social, Renato Castrezana. Eles explicaram, respectivamente, a situação do município, estratégia de vacinação e plano para divulgação das ações.

Nesta etapa, 12 unidades de saúde localizadas em áreas estratégicas estão aplicando a vacina. São cinco unidades do Programa Saúde da Família (PSF): Taboão, Chácara Guanabara, Jardim Piatã, Novo Horizonte e Jardim Margarida e sete Unidades Básicas: Jardim Maricá, Ponte Grande, Mineração, Botujuru, Sabaúna, Nova Aparecida e Vila Suíssa. A dose continua disponível também para viajantes de áreas endêmicas ou para quem tem passeio programado para trilhas em matas e serras. Nestes casos, a imunização deve ser feita com pelo menos 10 dias de antecedência. Nesta semana, mais de 3 mil pessoas já foram imunizadas.

A vacina contra a febre amarela é aplicada em dose única, apenas uma vez na vida, mas não pode ser ministrada em crianças menores de 9 meses; pacientes com imunodepressão; pacientes com câncer; pacientes infectados com HIV; pacientes em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores) e gestantes.

A febre amarela é uma doença infecciosa aguda causada por picada de mosquitos infectados com o vírus. A febre amarela não é contagiosa e não pode ser transmitida de pessoa para pessoa e nem de macaco para seres humanos. Na prática, o vírus da febre amarela possui dois ciclos básicos: urbano e silvestre. No silvestre, a transmissão envolve principalmente os macacos e algumas espécies de mosquitos transmissores. Em área urbana, as principais medidas de prevenção para humanos recomendadas pelo Ministério da Saúde incluem a vacinação de pessoas que vivem ou pretendem viajar para áreas de risco e o controle da proliferação dos mosquitos vetores, como o Aedes aegypti.

Desde o início do mês, o Núcleo de Prevenção e Controle de Arboviroses já realiza uma ação de orientação aos moradores que vivem no limite do município com Santa Isabel e Arujá. O trabalho começou com a distribuição de panfletos alertando sobre a importância de acionar uma equipe técnica caso sejam encontrados macacos mortos ou doentes naquela região. Os macacos também são vítimas da febre amarela, não transmitindo a doença para os seres humanos, mas servindo como alerta para a presença do vírus.

Em qualquer parte da cidade, a orientação é a mesma: ao encontrar um macaco morto ou doente, o cidadão deve acionar imediatamente uma equipe técnica. De segunda a sexta-feira, das 8h00 às 17h00, basta ligar para o Núcleo de Prevenção e Controle de Arboviroses no telefone 4794-4343 e, após as 17h00 e nos finais de semana e feriados, o número é 153.

Postos da Vacinação Cautelar:

5 PSFs: Taboão, Chácara Guanabara, Jardim Piatã, Novo Horizonte e Jd. Margarida
7 UBSs: Jd. Maricá, Ponte Grande, Mineração, Botujuru, Sabaúna, Nova Aparecida e Vila Suíssa

Postos de Vacinação para Viajantes:

2ª feira: Ponte Grande
3ª feira: UBS Jardim Camila
4ª feira: PA Jundiapeba
5ª feira: UBS Alto Ipiranga
6ª feira: Vila Suíssa

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Anúncios

Conta de água do Semae vai ficar 7,88% mais cara em dezembro

A partir do dia 1º de dezembro de 2017, o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) fará um realinhamento reajuste de 7,88% na tarifa de água. O Semae repassará o índice de correção que já foi aplicado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) desde o dia 10 de novembro e que foi aprovado pela Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp).

Para residências com consumo de até 10m³/mês, o valor será de R$ 34,72 (incluindo água e esgoto)

Mesmo com o repasse, a tarifa paga pelos mogianos na primeira faixa de consumo, que vai até 10 mil litros de água por mês, será quase 40% menor que a mesma faixa da Sabesp. Em Mogi, o valor será de R$ 34,72 (incluindo água e esgoto), enquanto na Sabesp a tarifa passará a ser de R$ 48,30.

Investimentos

O Semae vem trabalhando para melhorar continuamente o abastecimento de água na cidade. Para isso, está realizando ações como a instalação de um reservatório com capacidade para 8 milhões de litros, na Vila Pomar. A obra integra o Centro de Reservação da Vila Moraes, que será um grande complexo de abastecimento, com investimentos de R$ 14 milhões (divididos entre a Prefeitura de Mogi das Cruzes e o Governo Federal), para atender uma região composta por 27 bairros e um total de 68 mil pessoas.

Além do reservatório, no qual o município investe R$ 2,4 milhões, a primeira etapa das obras terá outros R$ 6,9 milhões na instalação de uma estação de bombeamento de água (obra em andamento na Vila Natal) e uma adutora de 5,1 quilômetros (que ainda será construída) entre o reservatório RB-1, na Vila Natal, e a área do futuro centro de reservação, na Vila Pomar.

A nova caixa d’água é o terceiro maior reservatório da cidade e o segundo entre as estruturas próprias do Semae – o RB-1, na Vila Natal, com capacidade para 15 milhões de litros, e o RB-2, no Jardim Santa Tereza, para 20 milhões de litros (que pertence à Sabesp), são os dois maiores.

O sistema atenderá os bairros Vila Moraes, Vila Pomar, Parque Olímpico, Vila Municipal, Residencial Apoema, Vila Brasileira, Vila Melchizedec, Loteamento Alvorada, Vila São Sebastião, Jardins do Paraíso, Jardim Europa, Jardim Nathalie, Residencial Algarve, Cidade Jardim, Condomínio Vila Moraes, Gran Morada, Mosaico da Serra, Parque das Figueiras, Residencial Rubi, Residencial Nova Mogi, Caminho do Mar, Conjunto Habitacional Ana Paula, Conjunto São Sebastião, Parque Morumbi, Jardim Primavera, Vila da Prata e Conjunto Residencial Thayza.

Esgoto

O Semae também vem realizando obras para aumentar a coleta e tratamento de esgoto. A principal ação em andamento beneficiará o bairro do Botujuru e parte de Cezar de Souza. O investimento é de R$ 26 milhões, num total de 45 quilômetros de redes de esgoto e estações de bombeamento. Ao todo, mais de 30 mil pessoas (no Botujuru e em Cezar) serão beneficiadas. Com o sistema, mais de 140 mil litros de esgoto deixarão de ser lançados por hora no Tietê, contribuindo para a despoluição do rio.

O Botujuru é o último grande loteamento de Mogi das Cruzes que não conta com esgotamento sanitário. Nos últimos anos, Mogi das Cruzes executou uma série de obras nas áreas de coleta e tratamento de esgoto. Foram realizadas grandes urbanizações, como no Jardim Layr, Vila Nova União, região do Córrego dos Canudos, Jardim Aeroporto e Ruas Projetadas do Rodeio, além de ampliação de redes em Braz Cubas, Jundiapeba, Mogilar e outros bairros.

Fonte: Prefeitura de Mogi das Cruzes

🏀 Novo Basquete Brasil 2017/2018 – rodada 4

O Mogi das Cruzes/Helbor segue com um início de temporada empolgante para seu torcedor. Nesta terça-feira, 21/11/2017, o time paulista foi até o Rio de Janeiro (RJ) e superou o Botafogo em um jogo eletrizante. À frente desde o segundo minuto da partida, os mogianos viram o alvinegro carioca reagir nos minutos finais, mas souberam controlar a vantagem e chegaram a quarta vitória consecutiva no NBB CAIXA 17/18, por 70 a 65.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e o apoio do Ministério do Esporte.

Com mais este resultado positivo, o Mogi assumiu a liderança isolada provisória do NBB CAIXA 17/18, aguardando a próxima partida do EC Pinheiros, única outra equipe ainda invicta na competição. Já o Botafogo tem agora uma vitória e duas derrotas na temporada e é o 11º colocado.

Rafinha, do Botafogo, e Caio Torres, do Mogi. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

O cara: Cestinha mogiano na noite e decisivo no último quarto, Larry Taylor foi o cara da partida. Em quadra por 31 minutos, o armador do Mogi anotou cinco de seus 14 pontos no último quarto, além de contabilizar quatro rebotes e três assistências ao longo do jogo.

Atleta mais tempo em quadra pelo time paulista, com 33 minutos de atuação, Jimmy foi gigante logo nos primeiros minutos, participando de 13 dos primeiros 16 pontos do Mogi, com dez pontos e uma assistência. Mesmo anotando apenas mais três tentos até o fim da partida, o ala deixou a quadra como segundo principal cestinha dos visitantes, com 13 tentos, além de quatro rebotes alcançados.

Com Shamell deixando o time logo no primeiro quarto, o Mogi contou com grande contribuição coletiva para chegar a mais uma vitória. Vithinho veio muito bem do banco de reservas, contribuindo com 11 pontos, enquanto que no garrafão, Caio Torres somou nove pontos e sete rebotes, e Wesley Sena fez oito pontos e pegou seis sobras.

E agora? Na sequência deste NBB CAIXA, o Botafogo tem como próximo adversário o Minas Tênis Clube, neste sábado, 25, às 14h00 (de Brasília), em Belo Horizonte (MG), com transmissão ao vivo da Band. Já o Mogi só volta a atuar no dia 02 de dezembro, às 17h00 (de Brasília), contra o Campo Mourão Basquete, dentro de casa, com transmissão ao vivo do SporTV.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

🏀 Novo Basquete Brasil 2017/2018 – rodada 3

O NBB CAIXA 17/18 tem um novo líder isolado, pelo menos momentaneamente. É o Mogi das Cruzes/Helbor, que na tarde deste sábado, 18/11/2017, superou o Vasco da Gama, por 82 a 75, em plena Arena Carioca 1, e se manteve como um dos dois únicos invictos restantes nesta edição.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e o apoio do Ministério do Esporte.

Vithinho, do Mogi, e Fúlvio, do Vasco. Foto: Paulo Fernandes/ Vasco.com.br

Com o resultado de hoje, o Mogi chegou a três vitórias em três partidas e é líder isolado do NBB CAIXA 17/18, com um triunfo a mais que o segundo colocado, EC Pinheiros, único outro invicto. Já o Vasco tem agora apenas um resultado positivo, contra três negativos, e é 12º colocado.

Momento chave: A bola que decidiu o confronto veio a pouco mais de dois minutos do fim. Com os dois times fazendo um duelo muito equilibrado até então, o Mogi tinha a liderança, mas não conseguiu abrir uma margem tranquila. Com quatro pontos de frente, Shamell perdeu a posse de bola na quadra de ataque e Guilherme Giovannoni tentou ligar logo o Vasco em um contra-ataque. O experiente ala/pivô cruzmaltino fez longo passe, mas Tyrone interceptou a bola, acionou rapidamente Filipin, que converteu bola de 3 pontos para colocar 74 a 67 no placar. Depois disso, a equipe carioca até tentou reagir, mas não conseguiu cortar a diferença para uma posse de bola novamente e os mogianos ficaram com mais uma vitória.

Ausente das duas primeiras partidas da temporada por suspensão, Tyrone estreou no NBB CAIXA 17/18 com uma atuação pra lá de empolgante. Em quadra por 30 minutos, o ala/pivô foi o grande nome da partida, com 17 pontos anotados, cinco rebotes alcançados e oito assistências distribuídas, o que lhe renderam uma eficiência de 29.

Além de Tyrone, outras peças também apareceram muito bem pelo Mogi. No quinteto titular, Shamell e Filipin, ambos com 12 pontos, contribuíram positivamente. Enquanto isso, vindo do banco de reservas nesta tarde, Larry Taylor atuou por 30 minutos e também foi destaque, com 17 pontos e seis assistências.

Apesar da derrota, vontade foi o que não faltou para o Vasco. David Jackson, uma das ‘caras’ desse time, é o maior exemplo disso. Em quadra por 39 dos 40 minutos de partida, o norte-americano tentou de tudo, mas não evitou o resultado negativo. Ao todo, foram 17 pontos para DJ, cestinha da partida ao lado de Tyrone e Larry, além de três rebotes e quatro assistências.

E agora? Agora na sensação de líder isolado, o Mogi volta a atuar pelo NBB CAIXA na próxima terça, 21, às 19h30 (de Brasília), diante do Botafogo, novamente no Rio de Janeiro (RJ). Enquanto isso, o próximo compromisso do Vasco é apenas no dia 05 de dezembro, também às 19h30 (de Brasília), contra o Solar Cearense, em Fortaleza (CE), com transmissão ao vivo do SporTV.

Fonte: Liga Nacional de Basquete

Obras alteram intervalos da CPTM neste fim de semana​ (18 e 19/11/2017)

Neste fim de semana, 18 e 19/11/2017, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM prosseguirá com as obras em algumas de suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem.

Veja como fica a operação em cada linha da região:

Linha 11-Coral [Luz – Guaianases]: Sábado, 18/11, das 19h00 até o fim da operação comercial, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera. Nesse período, a circulação dos trens será realizada entre Luz e Brás, com intervalo médio de 15 minutos, e entre Brás e Guaianases, com intervalo médio de 30 minutos.

Domingo, 19/11, das 4h00 até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera para continuidade dos serviços nos equipamentos de via permanente, além de obras de modernização na Estação da Luz. O usuário que desejar percorrer o trecho deverá pegar a Linha 3-Vermelha do Metrô.

A circulação dos trens será realizada entre Luz e Tatuapé, com intervalo médio de 18 minutos, e entre Corinthians-Itaquera e Estudantes, com intervalo médio de 30 minutos.

Linha 11-Coral [Guaianases – Estudantes]: Sábado, 18/11, das 19h00 até o fim da operação comercial, o intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes devido a serviços que serão realizados no Expresso Leste.

Domingo, 19/11, durante todo o horário comercial, os trens circulação entre Corinthians-Itaquera e Estudantes, sem necessidade de baldeação em Guaianases, com intervalo médio de 30 minutos.

Linha 12-Safira [Brás – Calmon Viana]: das 4h00 de sábado, 18/11, até meia-noite de domingo, 19/11, por conta das obras de implantação da Linha 13-Jade, no trecho entre as estações Engenheiro Goulart e USP-Leste, o intervalo médio dos trens será de 25 minutos em toda a linha.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição a Central de Atendimento ao Usuário, no telefone 0800-0550121.

Fonte: CPTM