Braz Cubas se livra de antigo ‘fantasma’

O mês de Abril/2010 reserva uma boa notícia para os moradores de Braz Cubas: o fim (ao menos parcial) de um antigo ‘fantasma’.

Trata-se da utilização de parte de um terreno abandonado, onde funcionou a antiga fábrica de móveis Waizer, e que agora contará com a instalação de duas novas creches.

Lateral de uma das obras

Cada unidade terá capacidade para atender 110 crianças, e juntas custaram à prefeitura pouco mais de R$ 1,5 milhão.

O terreno, que totaliza cerca de 17.000m², localiza-se entre as Ruas José Marques, Dr. Hidelbrando Alves Paranhos, Benedita Aparecida Lapido e Av. Florêncio de Paiva, na divisa entre a Vila Cintra e o Jardim Modelo.

Área onde funcionou a antiga fábrica de móveis Waizer

Durante anos o local ficou abandonado, após a falência da empresa. Quem passava pelo terreno se deparava com mato nas calçadas (parte delas de terra), entulho despejado irregularmente, usuários de drogas a qualquer horário do dia, ratos e insetos atraídos pelo lixo, moradores de rua embriagados à procura de abrigo, entre outros problemas.

Localização aproximada das creches – sem escala

A sensação de insegurança de quem precisava passar pelo local era agravada pela freqüente falta de iluminação pública, muitas vezes causada pelos moradores de rua.

Em fevereiro de 2007 o local ficou conhecido nacionalmente, quando um casal de universitários, após sofrerem um assalto, foram jogados dentro de um poço com oito metros de profundidade, onde ficaram durante 63 horas. Até então, o acesso ao local era facilitado pela falta de barreiras no portão principal. (veja a matéria)

Entrada principal na Rua José Marques

Para evitar a utilização do local por bandidos, usuários de drogas e moradores de rua, o acesso passou a ser restrito, e os antigos galpões foram parcialmente demolidos.

Mato alto ainda toma conta em parte dos galpões

Depois de algum tempo, foi instalado no espaço um misto de Bailão Sertanejo e lava rápido. A curiosidade fica por conta de o empreendimento utilizar um ‘gato’ na instalação elétrica.

Vista de um dos galpões

Prédios privados, em desuso ou abandonados, existem aos montes pela cidade. Só como exemplo, podemos citar a fábrica de pianos Schwartzmann, a Jeans Staroup, Gutermann linhas para costura, entre outros, só na região de Braz Cubas.

A retomada desses espaços ociosos por parte da prefeitura, juntamente com a devida utilização dos mesmos, traz inúmeros benefícios aos moradores.

O Centro de Apoio à Educação de Jovens e Adultos, que está sendo construído na antiga Associação dos Motoristas, na Rua Ipiranga, e o novo Terminal Central, na área da antiga NGK, são dois bons exemplos que deveriam ser estendidos a outros locais.

No fim de janeiro, o vereador Geraldo Tomaz Augusto, conhecido como Geraldão, protocolou uma indicação, onde solicita ao Prefeito Marco Aurélio Bertaiolli o estudo para o aproveitamento do imóvel da Gutermann, que se encontra disponível para locação. A idéia é que a área funcione como um condomínio industrial para pequenas e micro empresas. Seria uma boa destinação ao imóvel que possui uma ótima localização.

Fica aqui minha torcida para que a Prefeitura aproveite todo o espaço disponível no terreno da Waizer. Quem sabe com a construção de espaços de lazer, inexistentes naquela região?

Assim, pouco a pouco Mogi das Cruzes se liberta de seus antigos ‘fantasmas’.

About these ads

Sobre Marco Mendes

Mogiano, Cinéfilo, Blogueiro Ocasional, (ex) Sócio Torcedor do 1º hexacampeão brasileiro de futebol (6-3-3)

Publicado em 05/04/2010, em Notícias e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 283 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: